top of page

Projeto de vida anual: uma chave para descortinar o sentido dos próximos 12 meses


Como posso saber se estou a avançar, se me esqueço de onde vim ou se me for indiferente para onde vou? Esta é a importância do autoconhecimento: ganhar consciência do que estou a fazer, o que preciso mudar, e até mesmo decifrar, não apenas o que posso esperar da vida, mas sobretudo o que é que a vida espera de mim.

Por isso, à medida que o ano termina, é bastante útil reservar um tempo para reflexão e avaliação, de modo a olhar para trás e contemplar as nossas conquistas e vitórias, mas também reconhecer onde falhámos ou o que não conseguimos alcançar.

 

Qual a importância de projetar o ano?

 

Muitas vezes, a vida leva-nos a um ritmo acelerado, onde os dias passam quase sem darmos por isso. Daí a importância de parar, refletir e planear. Um projeto de vida anual serve como um mapa, uma bússola que nos orienta através dos desafios e oportunidades do ano seguinte, permite-nos estabelecer metas a diversos níveis da nossa existência: emocional, espiritual, pessoal, social… ajuda-nos a levar a sério os nossos próprios pensamentos, concretizando-os através da escrita.


Mais ainda, além de nos ajudar a desvendar o fio condutor do nosso percurso, a memória das nossas conquistas é uma âncora forte para os momentos de maior desolação. Por outro lado, nos momentos de maior serenidade posso canalizar a minha energia, para alterar o que já tinha identificado como mais prioritário.


Em anexo, encontra o caderno para realizar o projeto de vida, com os diversos pontos a refletir:

 

1. Vida Interior: este é o espaço para refletir sobre a capacidade de lidar com as diferentes emoções, as estratégias que tenho de “autogestão”, e também de pensar o meu lado espiritual, seja a relação com Deus, com o transcendente, ou com a minha essência - a verdade mais profunda sobre quem sou.

 

2. Vida Profissional: aqui propomos uma reflexão sobre o trabalho, que é onde passamos uma parte muito significativa da nossa vida, e que a dignifica. E sugere-se, também, uma avaliação do modo como administro os meus bens ou o que há a fazer a nível de estabilidade económica.


  3. Vida Saudável: se sou também um corpo, é necessário cuidá-lo para crescer e amadurecer de forma equilibrada. Sono, alimentação, desporto, check-ups… posso fazer escolhas de autocuidado. E priorizar também o descanso, a celebração e a diversão. Enfim, a utilidade enorme das atividades, aparentemente, “inúteis” ou contemplativas.

 

4. Vida Social: para não esquecer de analisar quem tenho sido e quem quero ser nos meus vários locais de pertença: grupos, comunidades… e refletir também sobre quais as causas em que invisto ou gostava de investir o meu tempo, qual a minha missão a nível social.

  

5. Vida afetiva: além dos vários papéis sociais que desempenho, existem as relações interpessoais mais próximas e significativas. Daí a importância de pensar como me sinto comigo mesmo e/ou com a minha relação amorosa, e de que modo isso me centra em mim ou me conduz a uma autotranscendência. Também em relação à família e às amizades próximas, posso questionar-me como tenho estado e como gostaria de vir a estar.

 

 

Conclusão: Consolidando o Caminho para uma Vida Plena

 

Ao concluirmos o processo de elaboração do nosso projeto de vida anual, é fundamental reconhecer a jornada que iniciámos. Este projeto não é apenas um plano ou uma lista de objetivos; é um compromisso profundo connosco mesmos, uma declaração de intenções que reflete a nossa aspiração de viver uma vida mais consciente, equilibrada e plena.


Através deste projeto, temos a oportunidade de nos ligarmos de forma mais íntima às nossas verdadeiras aspirações, paixões, propósitos e potencial, reconhecendo onde temos mais facilidades e quais as áreas em que mais precisamos de crescer. A reflexão anual torna-se um exercício de introspeção, onde avaliamos não só o que fizemos, mas quem nos tornámos e quem desejamos ser.


Este projeto é, também, um lembrete da impermanência e da constante evolução da vida. À medida que crescemos e mudamos, os nossos objetivos e aspirações, também, se transformarão. Além disso, este projeto encoraja-nos a celebrar cada pequena vitória e a aprender com cada desafio, é uma ferramenta de capacitação pessoal. Ao reconhecer os nossos progressos e dificuldades, cultivamos uma atitude de gratidão e resiliência, fundamentais para a nossa saúde emocional e bem-estar geral.


Concluímos este projeto com esperança e expectativa, sabendo que cada passo em direção ao autoconhecimento e crescimento pessoal leva-nos a uma vida mais rica, realizada, e livre para nos darmos ao mundo. É nessa liberdade e coerência interior que tantas vezes surge um “dano colateral” chamado felicidade!


As psicólogas da Clínica desejam uma boa reflexão e que seja proveitoso esta construção do projeto de vida 2024.


(em anexo o pdf do projeto de vida que pode imprimir e elaborar).

O meu projeto de vida anual_FINAL_Geral
.pdf
Fazer download de PDF • 374KB

Brígida Ribeiro

Marta Faustino

Rosário Boa vida

 

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


Post: Blog2_Post
bottom of page